Perda que faz diferença

Sempre fui usuário do ambiente gráfico Gnome da distribuição oficial do Slackware (a versão era a 10.2), achei um pouco estranho, porém como não era usuário do ambiente gráfico Gnome não liguei muito para isso. Logo em seguida, descobri que alguns usuários amantes do Gnome e do slackware criaram uma espécie de “PORTS” do gnome para quem utiliza-se o Slackware.

Porém, recentemente estive fazendo alguns testes com outras distribuições, e todas essas distribuições que testei, possuem o Gnome. Como fazia um bom tempo que não utilizava o Gnome resolvi testar.

Não lembro quando foi, mas alguns anos atrás a Novell (velha e com um excelente File Server), resolveu comprar o Gnome, ou ajudar o projeto, foi alguma coisa do tipo!!!

Uma coisa, que sempre fiquei irritado, na utilização do Slackware depois da retirada do Gnome, era quando precisava compilar algum pacote que dependia de alguma biblioteca do Gnome, isso atrapalhava muito, pois eram pacotes e mais pacotes que eram baixados…compilados….dependências satisfeitas..até o resultado final!

Bom, softwares que me chamama a atenção são os softwares de controle de E-mail, Agenda de endereços, Agenda diária…emfim…Softwares que são para serem usados o dia inteiro!

E um desses softwares, que cheguei a utilizar por um curto período foi o Evolution. Na época ele estava saindo do forno, porém prometia muito….

Como precisava de algo que pudesse atender às minhas necessidades, começei a utilizar o Kontact. Utilizei o kontact por quase 5 anos…..

Porém as tecnologias evoluíram, alguns softwares que prometiam deram resultado e outros que eram excepcionais em uma época não tão distante, tiveram uma pequena queda. Não sei se é correto dizer que tiveram uma queda, ou se não sonseguiram evoluir tanto como os outros puderam evoluir.

Voltando ao teste que realizei e estou realizando com o Gnome para Slackware, estou muito satisfeito. Para instalar o Gnome para o Slackware, acesse o site: http://gnomeslackbuild.org, siga as instruções e veja, em pouco tempo você terá o ambiente do Gnome prontinho para você poder utiliazar.

Fazem 15 dias que estou testando e os resultados até agora estão sendo surpreendentes, velocidade, baixo consumo de memória, aplicativos fáceis de serem utilizados, até agora não encontrei nenhum aplicativo que não estivesse em traduzido 100%, para o português do Brasil.

Não sei ao certo quais foram as reais necessidades que levaram o Patrick Volkerding a retirar o Gnome da distribuição, porém acho que atualmente ele faz muita falta, principalmente para quem não possui recurso sobrando para utilizar o KDE4. E essa falta pode fazer com que algumas pessoas deixem de utilizar a dsitribuição mais velha ainda em atividade!

1 ideia sobre “Perda que faz diferença

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *