A escolha do sistema operacional para a infraestrutura

O GNU/LINUX foi criado há mais de uma década (em breve estaremos completando duas) e mesmo assim muitas pessoas acham que este sistema é para nerds ou então para malucos e adolescentes fanáticos por computação.

Realmente, quando o GNU/LINUX foi lançado ele era um sistema voltado para “especialistas”, porém o tempo passou e a idéia de um simples universitário ganhou dimensões mundiais. Essas dimensões atravessaram fronteiras e muitas barreiras foram quebradas! Com isso grandes empresas, tais como: IBM, HP, DELL entre outras começaram a adotar este sistema.

Mas mesmo com a adoção do sistema por diversas empresas ao redor do mundo, muitas pessoas, incluindo gerentes de TI e CIO’s, ainda dizem:

 GNU/LINUX é difícil e não posso ficar dependente de um único funcionário que conhece essa ferramenta na empresa.

Porém quando essa frase é dita, eles esquecem que não é somente o GNU/LINUX que é preciso de conhecimento para a sua administração pessoas que pensam dessa maneira são àquelas que acreditam que utilizar Microsoft Windows é realmente fácil. Até acredito que esse sistema seja fácil de utilizar, porém é tanto quanto trabalhoso e difícil de administrar seguramente. Para muitos segurança é desnecessário, só que pessoas que pensam dessa forma não divulgam sua senha do cartão bancário!

A administração de qualquer sistema não é brincadeira! E a escolha do sistema não pode levar em consideração apenas o fato da facilidade de utilização do sistema A em relação ao sistema B. Isso é realmente uma tremenda idiotice. Utilizar um sistema qualquer pessoa com pouquíssimas qualificações pode fazer. Agora administrar um sistema, é necessário profissional qualificado e isso vale para qualquer sistema.

Com relação à segurança, é claro que existem sistemas que são realmente desenvolvidos para serem seguros e estes são superiores em relação a outros contudo não adianta dizer que a família BSD é 100% segura se a administração não for feita por pessoas qualificadas.

Eu, particularmente tenho receio de colocar um servidor com o sistema Microsft diretamente ligado à internet (com um ip válido) sem antes ter um roteador ou um firewall. Você deve estar se perguntando, mas por que?

 Simples: não acho que um servidor com sistema operacional Microsoft pode ser seguro, mesmo com todos os patchs de segurança aplicados e todas as configurações necessárias feitas para que a segurança seja a máxima.

É claro que qualquer sistema bem configurado possui menos vulnerabilidades. Percebe que a palavra vulnerabilidade diminui quando é precedida por outras duas: bem configurado. Isso ocorre com uma máquina com GNU/LINUX ou BSD, uma péssima configuração pode acarretar danos.

Para concluir, gerentes de TI e CIO’s não escolham um sistema para a sua infraestrutura sistema fáceis de serem utilizados, escolham sistemas eficientes e seguros. A produtividade com sistemas seguros é maior, assim como a estabilidade e a satisfação de quem o administra.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *